Agrupamento de Escolas de Sátão

Visita às terras de Aquilino Ribeiro e Abel Botelho

Visita às terras de Aquilino Ribeiro e Abel Botelho

No final de mais um ano letivo (2018/2019), organizámos, nesta pausa letiva, uma visita às terras de Aquilino Ribeiro e Abel Botelho, porque um professor tem de ler, conhecer, sentir, viver!
O grupo foi dividido por dois autocarros. Ao longo do percurso reinou a boa disposição e criaram-se alguns momentos de silêncio para leituras aquilinianas, a condizer. Em Soutosa, usufruímos de uma visita guiada à Fundação Aquilino Ribeiro. Também passámos no pátio da Casa de Aquilino, Carregal. Nos entretantos, visitámos a Igreja do Convento de Nossa Senhora da Assunção, em Tabosa. Aqui, a visita foi guiada pelo professor Carlos Paixão, que não perdeu a oportunidade de subir ao púlpito para presentear os convivas com algumas palavras de Aquilino.
No restaurante do Hotel Convento Nossa Senhora do Carmo – Freixinho, alimentámos o corpo e a mente, com boa comida e boas histórias de Aquilino e Abel botelho. Por lá poderíamos passar o resto do dia, mas tínhamos encontro marcado na Câmara Municipal de Tabuaço. O vice-presidente da CM acolheu os professores no Salão Nobre e a cada um ofereceu um livro de Abel Botelho. Também disponibilizou um guia, que nos acompanhou a caminhada pelo centro histórico, passando pelas ruas da casa onde nasceu Abel Botelho e do seu museu. O Relógio Rijomax tem visita obrigatória. Não é todos os dias que vemos o relógio mais completo do mundo! Alguns seguiram de autocarro, os mais corajosos fizeram a caminhada até ao Ermitério de São Pedro das Águias, desde a Granjinha. O guia abriu-nos a porta e tivemos o privilégio de entrar, e lá ouvir as histórias e as lendas.
Foi um dia em cheio! Resta deixar um agradecimento especial à CM de Tabuaço pela excecional receção feita, ao professor Carlos Paixão pela sua dedicação e histórias tão claramente e apaixonadamente contadas, e a todos os professores que aceitaram o desafio da biblioteca escolar e partilharam este dia de aprendizagem.
 

O nosso Sistema Solar

O nosso Sistema Solar

No âmbito da disciplina de Físico-Química, os alunos do 7.º ano realizaram um trabalho de pesquisa sobre o Sistema Solar.
Organizados em grupos de 3 a 5 elementos, as turmas partiriam dos conhecimentos adquiridos na sala de aula para uma componente pratica, a de efectuar uma maquete do Sistema Solar.
O ponto de partida começou no Sol e seguiram-se Mercúrio, Vénus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Neptuno…
Após a planificação inicial, cada grupo começou a discutir e foi dessa “chuva de ideias” que se partiu para a execução da maquete, no essencial teve por base a organização e distribuição de tarefas.
Pensou-se no material, nas ferramentas, na escala, nas cores a utilizar.
Depois foi por mãos a obra e começar e executar.
Houve bolas de esferovite, fios de arame, madeira, plástico, luz led, borracha, cartolina, etc … houve de tudo o que as nossas mentes imaginaram para o “nosso” Sistema Solar.
Esta iniciativa teve por mais-valia o facto de metermos em prática a aprendizagem feita em sala de aula. Permitiu-nos em grupo podermos pesquisar sobre o sistema solar e vermos “mais ou menos” a escala real como se dispõem os planetas em distância e ordem em relação ao Sol.
Os trabalhos de grupo dão espaço a discussão de ideias e a momentos de colaboração o que estimula em nós a Autonomia, o espírito de equipa e a curiosidade de querer sempre saber mais.

Matilde Esteves

 

Objetivo PAP: meta atingida! 2019

Objetivo PAP: meta atingida!

Nos dias 11 e 12 de julho de 2019, no anfiteatro da Escola Secundária Frei Rosa Viterbo, os alunos do 12.º F, do Curso Profissional de Técnico de Multimédia, defenderam as suas Provas de Aptidão Profissional (PAP), tendo como orientadores os professores Cristina Afonso, Joaquim Costa, Maria João Albuquerque e Susete Esteves.
A PAP é muito importante para a vida escolar e profissional dos alunos, pois permite-lhes aplicar, num caso prático concreto, uma grande parte dos conhecimentos e competências académicas e profissionais, obtidos ao longo das disciplinas técnicas do curso.
Esta prova consistiu na apresentação/defesa, perante um júri, constituído ...(ver fotos da atividade)

Continuar...

Objetivo PAP: meta atingida!

Objetivo PAP: meta atingida!

Nos dias 11 e 12 de julho de 2019, no anfiteatro da Escola Secundária Frei Rosa Viterbo, os alunos do 12.º F, do Curso Profissional de Técnico de Multimédia, defenderam as suas Provas de Aptidão Profissional (PAP), tendo como orientadores os professores Cristina Afonso, Joaquim Costa, Maria João Albuquerque e Susete Esteves.
A PAP é muito importante para a vida escolar e profissional dos alunos, pois permite-lhes aplicar, num caso prático concreto, uma grande parte dos conhecimentos e competências académicas e profissionais, obtidos ao longo das disciplinas técnicas do curso.
Esta prova consistiu na apresentação/defesa, perante um júri, constituído ...

Continuar...

Subcategorias

  • Atividades do Agrupamento
  • Escolas do Ensino Secundário

    Contactos e moradas das Escolas do Ensino Secundário do Agrupamento.

  • Escolas do 3º Ciclo

    Contactos e moradas das Escolas do 3º Ciclo do Agrupamento.

  • Escolas do 2º Ciclo

    Contactos e moradas das Escolas do 2º Ciclo do Agrupamento.

  • Escolas do 1º Ciclo

    Contactos e moradas das Escolas do 1º Ciclo do Agrupamento.

  • Exames 2013
  • Testes Intermédios
  • Imagens
  • Agrupamento ES
  • Informações - alunos
  • calendário de atividades
  • Contactos e moradas

    Contactos e moradas do Agrupamento.

  • Associação EPIS

    A Associação EPIS – Empresários Pela Inclusão Social foi criada em 2006 por empresários e gestores portugueses, na sequência de uma convocatória à sociedade civil feita pelo Presidente da República, no seu primeiro discurso do 25 de Abril, proferido na Assembleia da República.

    A EPIS escolheu a Educação como forma de concretização da sua missão principal de promoção da inclusão social em Portugal. Com este foco, tem desenvolvido os seus projetos de intervenção cívica na área do combate ao insucesso e ao abandono escolares, com particular atenção à capacitação de jovens em risco que frequentam o 1º, 2º e 3º Ciclos de escolaridade e à disseminação de boas práticas de gestão nas escolas, com base numa metodologia de capacitação dos jovens e das suas famílias.

    Esta metodologia tem vindo a ser testada, desde 2007/2008, em várias escolas a nível nacional numa parceria com o Ministério da Educação, as autarquias, as escolas, o Instituto de Educação e Formação Profissional (IEFP), os Governos Regionais dos Açores e Madeira e as empresas locais, contando com uma equipa de cerca de 104 Mediadores com formação especializada.


    A metodologia EPIS foi escolhida, entre várias, para ser o modelo conceptual de referência a seguir pelo projeto “RESLEA – Reducing Early School Leaving” (com parceiros da Alemanha, Reino Unido, Hungria e Eslovénia) e “RECIPE – Regional Education Centres in Pedagogical Europe” (com parceiros da Irlanda, Noruega, Dinamarca e Grécia) programas europeus que pretendem identificar boas práticas de combate ao abandono escolar precoce.

    Em Sátão, o Projeto EPIS está implementado em 3 escolas desde o ano letivo transato: Escola Secundária com 3º Ciclo Frei Rosa Viterbo, Escola Básica Ferreira Lapa e a Escola Básica Integrada de Ferreira de Aves, intervindo com cerca de 70 alunos.

     
     

Próximas Atividades

Sem eventos

Plano Anual de Atividades

Revista "Sacola"

1º período (dez. 2018)

2º período (março 2019)

3º período (junho 2019)

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
BilerChildrenLeg og SpilAutobranchen