Agrupamento de Escolas de Sátão

 Aceder aqui aos Resultados dos Exames Finais Nacionais do Ensino Secundário da 1ª fase 2016 no Agrupamento de Escolas de Sátão

                  

Os nossos Alunos e toda a Comunidade Educativa estão de PARABÉNS!

A média dos resultados dos alunos internos é superior à média nacional na maioria das disciplinas referidas.


Nesta quarta-feira é dia de os alunos portugueses saberem os seus resultados nos exames nacionais do ensino secundário. Em 22 disciplinas alvo de prova, 14 apresentam piores classificações médias do que no ano passado, sete melhoram e uma fica igual.

Vamos por partes. A média de Português (mais de 58 mil alunos fizeram o exame) baixou de 11 valores para 10,8 (numa escala que vai até 20) e a de Matemática A (quase 33 mil avaliados) de 12 para 11,2. Isto tendo apenas em conta os alunos internos, que são a esmagadora maioria dos que prestam provas.

Já Biologia e Geologia, outro dos exames com muitos inscritos, melhora: a nota média passou de 8,9 para 10,1 valores. Filosofia baixa ligeiramente, de 10,8 para 10,7. Enquanto a Física e Química os estudantes saíram-se melhor este ano: a média passou de 9,9 para 11,1 valores.

Continuando a olhar para o conjunto das oito provas com mais alunos inscritos, o melhor resultado global está no exame de Matemática Aplicada às Ciências Sociais (cerca de 7600 alunos): 11,4 valores de classificação média, contra, ainda assim, 12,3 no ano passado.

História A (com cerca de 14 mil inscritos) apresenta-se com o pior resultado nacional: 9,5, apenas, menos 1,2 valores do que no ano passado.

As classificações obtidas pelos alunos autopropostos (aqueles que fizeram exame mas não frequentaram a escola ao longo do ano, pelo menos até ao fim do ano) são, como acontece todos os anos, mais baixas em todas as “cadeiras”.

 

Os exames do ensino secundário servem para concluir esta etapa da vida escolar sendo também usados como provas de ingresso ao ensino superior. Em relação a 2014 foram mais os alunos inscritos (352.301, contra cerca de 344 mil) e menos os que faltaram (6%, menos um ponto percentual do que em 2014). A 2.ª fase dos exames arranca para a semana, dia 19.

Noticia no jornal "Público"

 

Visita de Estudo a Aveiro

No passado dia 30 de junho, os alunos das Unidades de Multideficiência 1 e 2 do nosso Agrupamento, acompanhados pelos respetivos Encarregados de Educação, docentes de Educação Especial e Assistentes Operacionais, realizaram uma Visita de Estudo a Aveiro, onde contactaram com as principais tradições e costumes desta cidade.

Iniciaram esta visita com um agradável e belo passeio de barco, efetuando um circuito urbano numa embarcação típica (moliceiro), com lugares individualizados, com toda a segurança e conforto.

(ver fotos)

 

Continuar...

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Caminhar pela Rota de Aquilino e... outras viagens
 
        No passado sábado, 2 de julho, foram vinte as aventureiras, entre professoras e assistentes operacionais, que logo pela manhã se juntaram para uma caminhada pelas Terras do Demo, na Rota de Aquilino.
Para algumas das participantes, esta iniciativa da Biblioteca Escolar foi uma oportunidade de reencontro com colegas que entretanto deixaram o nosso agrupamento ou a carreira docente.
A caminhada começou em Vila da Ponte, concelho de Sernancelhe, e prosseguiu até chegarmos à povoação de Freixinho. O percurso inicialmente previsto era mais longo e acompanhava o rio Távora em parte do seu curso, mas as condições do terreno não o permitiram.
Pelo caminho, apreciámos a paisagem, sempre com as águas do Távora a surgir aqui e ali, entre o arvoredo e as penedias. Como a caminhada foi mais curta que o previsto, houve tempo para um pequeno passeio à beira-rio, para provar as belas cerejas locais e para uma paragem refrescante junto às águas da barragem de Vilar.
Foi neste local tão aprazível que o grupo começou a sua tertúlia, partilhando experiências de leitura e recordando Aquilino Ribeiro, a sua vida e a sua obra. Nesta reflexão, tivemos a ajuda das palavras que a prof.ª Rosa Quinteiro escreveu para a ocasião e que nos guiaram pelo universo deste escritor, que nos deixou retratos tão completos e realistas da sociedade do seu tempo e do difícil modo de vida das gentes beirãs.
Já nos jardins do Convento de N.ª Sr.ª do Carmo, pudemos apreciar as sombras do arvoredo, a frescura das águas e a beleza da paisagem que se avistava da torre do edifício, com o azul do rio Távora, engrossado pela barragem. Tudo serviu para mais uns momentos de convívio e de escape ao calor que já se fazia sentir.
O almoço ajudou a retemperar as forças e prosseguimos viagem até Penedono, onde “voámos” até à Idade Média e fizemos o nosso “assalto ao castelo”. Estava a decorrer a Feira Medieval, com tudo o que caracteriza este tipo de eventos: não faltaram as barraquinhas de venda de especiarias e quinquilharias, o desfile dos nobres e dos artistas da época, os cavalos engalanados ou os músicos mais ou menos afinados.
O regresso fez-se pela casa que viu nascer Aquilino: no lugar de Carregal (concelho de Sernancelhe), parámos para uma última viagem ao seu universo e, através da leitura de alguns excertos de “Cinco Réis de Gente” e “O Malhadinhas”, transportámo-nos a outra realidade, outro tempo, agreste e difícil, porém com o seu “quê” de irónico e bem-humorado que sempre distinguiram o estilo aquiliniano e continuam a fazer as delícias de quem o conhece.
Foi um dia que certamente ficará na memória de quem o viveu, como uma viagem feita de viagens, as das palavras, dos caminhos e das distâncias, no tempo e no espaço (dentro e fora de si próprio).
Um agradecimento muito especial à professora Lurdes Cruz, que organizou o percurso e nos guiou pelas belas paragens de Sernancelhe e Penedono, e à professora Rosa Quinteiro, que preparou o percurso pela obra e pelas palavras de Aquilino. Agradecemos, ainda, a colaboração da Câmara Municipal, que nos cedeu o transporte, e do Sr. Fernando, que nos guiou com simpatia e perícia.
Até á próxima caminhada e tertúlia! Venham também e participem!
 
 
Mais imagens da nossa caminhada e salutar convívio...
 
 
Caminhada-Tertúlia na Rota de Aquilino on PhotoPeach
 

Competição Nacional do Apps for Good 2015/2016

O Agrupamento de Escolas de Sátão participou na Competição Nacional do Apps for Good 2015/2016 que contou com a submissão de 108 aplicações (34 da Região Centro-Sul e 72 da região Norte).

Três das cinco aplicações criadas pelos alunos do 9ºB no âmbito do projeto eTwinning Teens’Actions for Good foram apresentadas no Encontro Regional do Norte que teve lugar no dia 28 de Junho, na Escola Secundária Carolina Michaëlis no Porto, onde 72 aplicações foram avaliadas por um júri em modo Market Place. Todas estas aplicações foram desenvolvidas em equipa pelos alunos e professores de várias escolas do país com vista a resolver um problema do seu dia a dia.

As 3 apps do AES passaram na primeira eliminatória durante o Market Place, fazendo parte da short list de 24 apps selecionadas para serem publicamente apresentadas no momento Pitch perante os participantes e o júri constituído por elementos da DGE e empresas parceiras do programa Apps for Good. Nesta fase foram votadas as 10 melhor apps que irão à final nacional a 13 de setembro. A Dropper e a Animalling foram das mais votadas e irão à final.

Os alunos empenharam-se para conseguirem mostrar o resultado do seu trabalho e deixaram a nossa escola bem vista na comunicação que fizeram em público. Estão todos de parabéns.

LINK para o story map que mostra as apps e respetivas escolas que estiveram em competição

 

 

PROJETO DE EMPREENDEDORISMO NA EB 1 DE SÁTÃO

O Cineteatro  Municipal de Sátão  encheu-se na tarde do dia 7 de junho de crianças e adultos  para assistirem aos projetos de Empreendedorismo desenvolvidos na Escola Básica do 1º. ciclo, pelas turmas B e C do 4º ano.

Com o decorrer da prática ao longo do ano letivo, cada uma destas turmas foi desafiada a desenvolver um projeto empreendedor, sempre orientados pelos seus professores (Armando e Rosa).

As crianças têm iniciativa natural e espontânea. Tudo o que precisamos fazer é apoiá-las e incentivá-las. O importante é sempre dar o primeiro passo. Também é importante a construção e reconstrução das ideias e dos projetos. É preciso dar-lhes a oportunidade de errarem para aprenderem.

(ver fotos)

Continuar...

Calendário de Atividades

julho 2016
Sb D
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Próximas Atividades

Sem eventos

Testes Comuns

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Notícias

 

 
 
BilerChildrenLeg og SpilAutobranchen